oração à minha mãe

 

O corpo ê um lugar sagrado de todos os modos. Seja doando seu suo, seus musculos, deixando o outro se utilizar de si seja pelos poros, os ossos, o outro entrando pelos olhos, pela boca, pelos ouvidos. Quer você arreganhe suas entranhas e ele entrar ou sair, seja vendendo seus cabelo, as unhas, costurando novelos ou dando seu cu. Seja sangrando sua buceta, o caralhao, a porra, a baba que nos gozmeia… O corpo ê um lugar sagrado de qualquer jeito seja pelo feito, refeito, pelo perfeito, pelo avesso, pelo qualquer direito, calcanhar de aquiles, as minhas fraquezas te fortalecerão, a minha beleza os amadurecerão. Gozaremos fervos, trôpegos desterros, sem eira nem beira se propagarão.
Minha mãe, este ê sagrado, meu corpo te me pertence. Cuidarei atê que nela, cravo, cominho, canela, esta pele verde amarela experimente todos os erros, compromissos com mil destinos… Ainda não sei o caminho, não sei quantos seremos, não sei se temos vela, aquela pica rosa amarela… Mas eu sei o pequeno, aquele miudinho, simplizinho. Eu te amo mesmo sempre por todo esse meu ninho, aqueles tantos sèculos, por sèculos e sèculos, e sèculos amèm!

oct 2015

voice calls

registration of id, address etc is a current obligatory procedure in any city in Holland. Though sometimes a bit not easy to understand for both parts, citizen and municipality, when the person is not a dutch individual.

registration procedure a’dam #1

registration procedure a’dam #2

registration procedure a’dam #3

registration procedure a’dam #4

feedback #4 – ID, Sandberg Instituut

round 1

round 2

round 3

This session was done inside assessments at Sandberg Instituut as a workshop/workgroup with master research fellows and tutors.
A talk show game was proposed to the group to develop voice characters to be spoken, recorded, acted and reenacted by one another. Ex: person 1 developped the voice character, person 2 repeat/mime the voice person 1 created, and in the end person 3 mimed person 2 miming person 1.

feedback #3 Mavi to Tina Escarlatina

descuidado

every day tomorrow

i didn’t invented nothing